Análise Econômica, Política & Social
7 DE agosto DE 2018 - 2:02

Venda de veículos automotores cresce 7,7% em julho

Dados apresentados pela Anfavea – Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores – apontam que as vendas de veículos novos no Brasil chegou a 217,5 mil unidades no mês de julho, o que significa um crescimento de 7,7% frente as 202 mil unidades comercializadas em junho deste ano.

Quando comparado com as 184,8 mil unidades negociadas em julho de 2017, o balanço mostra acréscimo de 17,7%. Nos sete meses deste ano, 1,38 milhão de unidades foram comercializadas, expansão de 14,9% em relação ao ano passado.

Para Antonio Megale, presidente da Anfavea, “os resultados o balanço até julho mostra números muito importantes para a indústria, pois vemos crescimento em todos os segmentos. Mesmo com algum soluço causado pelas paralisações dos transportadores no fim de maio, o setor automobilístico tem apresentado ao longo dos últimos meses dados que comprovam sua retomada, o que é muito positivo para toda economia brasileira”.

A produção de 245,8 mil unidades em julho resultou em uma baixa de 4,1% ante as 256,3 mil de junho e alta de 9,3% quando comparada com as 224,8 mil de julho de 2017. No acumulado deste ano foram fabricadas 1,68 milhão de unidades, elevação de 13% contra as 1,48 milhão do ano passado.

As exportações no mês passado registraram decréscimo de 20,9% – foram 51,4 mil unidades em julho e 64,9 mil em junho – e de 21,7% ante as 65,6 mil de julho do ano passado. Neste ano foram enviadas para outros países 430,4 mil unidades, número 2,8% abaixo das 442,5 mil do ano passado.

Caminhões e ônibus
O licenciamento de 6,6 mil caminhões em julho significou aumento de 15,6% sobre as 5,7 mil de junho e de 45,3% na análise com as 4,5 mil de julho do ano passado. O acumulado segue com registro de crescimento: foram 38,6 mil este ano e 26,0 mil em 2017, elevação de 48,6%.

A produção de 8,8 mil unidades em julho representa expansão de 1,7% com relação a junho, com 8,6 mil produtos, e de 23,8% frente aos dados de julho de 2017, quando foram fabricados 7,1 mil. A fabricação acumulada registrou elevação de 35,4% – 58,4 mil este ano e 43,1 mil no ano passado.

Em julho 2,1 mil unidades foram exportadas, diminuição de 13,4% ante as 2,5 mil unidades de junho e de 22% contra as 2,8 mil de julho do ano passado. De janeiro a julho as exportações acumulam 16,5 mil unidades e estão com leve queda de 0,6% sobre as 16,4 mil do mesmo período de 2017.

Máquinas agrícolas e rodoviárias
O segmento de máquinas agrícolas e rodoviárias registrou 4,8 mil unidades de vendas internas, recuo de 3,5% quando defrontado com as 4,9 mil de junho, e aumento de 27,7% ao comparar com as 3,7 mil de julho de 2017. No acumulado deste ano, com 24,6 mil unidades, o setor cresceu 2,4% ao defrontar com as 24,0 mil unidades do ano passado.

A produção em julho aumentou 26,5%: foram 6,7 mil unidades no mês e 5,3 mil em junho. Ao se comparar com as 5,4 mil de julho do ano passado o resultado foi maior em 23,8%. No acumulado do ano 33,6 mil unidades deixaram as linhas de montagem, o que representa crescimento de 1,1% contra as 33,3 mil de 2017.

As exportações ficaram 2% maiores nos primeiros sete meses do ano com 7,4 mil unidades até o momento e 7,3 mil no ano passado.

Fonte: site da Anfavea

NewsLetter

Cadastre-se e receba nossas notícias por e-mail.