Análise Econômica, Política & Social
30 DE outubro DE 2019 - 15:47

Setor de máquinas industriais tem pequeno crescimento em setembro

O faturamento da indústria de máquinas e equipamentos totalizou R$ 7,57 bilhões em setembro, que representa um crescimento de 0,1% em relação a agosto, e de 2,2% na comparação com o mesmo período do ano passado, conforme dados da Abimaq – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos. No acumulado do ano, o crescimento chegou a de 1,2% até setembro.

Para a gerente de economia e estatística da associação, Maria Cristina Zanella, o resultado ainda é pequeno, pois, no ano passado, contamos com o bom desempenho do mercado externo e, neste ano, ao contrário, o mercado externo está fraco, em função de várias economias estarem em desaceleração. “Isso fez com que os nossas exportações recuassem, mas, ainda assim, o mercado interno manteve um crescimento importante, que fez com que as nossas vendas no período mantivessem crescimento”.

Segundo a entidade, as vendas internas apresentaram resultado positivo em setembro, com 6,8% de crescimento na comparação com o mês anterior. Já na comparação com o mesmo período de 2018, o aumento foi 8,2%. O crescimento interno foi puxado pelas vendas de máquinas para celulose, máquinas para agricultura e indústria de transformação.

Exportações
As exportações de máquinas e equipamentos em setembro recuaram 10,6%, ante o mês de agosto. Na comparação com setembro do ano passado, houve um ligeiro crescimento de 0,1% e, no acumulado do ano até setembro, uma queda de 4,5% ante mesmo período de 2018.

As vendas para a América Latina, que no passado chegaram a superar a marca de 50% do total exportado, neste ano tiveram sua participação deteriorada por conta da retração em diversos países. Só a Argentina teve queda de 38%, seguido de Paraguai (-27%) e Chile (-8%).

Na opinião do assessor da presidência Mário Bernardini, a retomada do crescimento não virá das exportações. “Claro que, se elas recuperarem, ajuda, mas o crescimento deverá vir de recursos internos, é cada vez mais importante que o governo tenha sensibilidade de colocar, junto ao ajuste fiscal, algumas medidas que possam auxiliar a retomada do crescimento com investimentos em infraestrutura”.

Emprego
Quanto ao nível de emprego, setembro registrou uma queda de 0,3%, com 307.688 pessoas ocupadas no setor. Em relação ao mesmo período do ano anterior, houve crescimento de 3,7%.

Segundo a Abimaq, no fim do mês passado o setor empregava 307,688 mil trabalhadores. Na comparação com setembro de 2018, o número de empregados cresceu 2,1%. No acumulado de 2019 até setembro, o índice que mede o emprego na indústria de máquinas e equipamentos cresceu 3,7% sobre idêntico mês no ano passado.

Fonte: Agência Brasil/EBC e outros veículos de imprensa

NewsLetter

Cadastre-se e receba nossas notícias por e-mail.