Análise Econômica, Política & Social
9 DE setembro DE 2019 - 16:38

Produção de motos cresce nos sete primeiros meses do ano

A indústria de motocicletas mantém o ritmo de crescimento, conforme avaliação da Abraciclo – Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares.

Segundo a entidade, de janeiro a julho deste ano, foram produzidas 628.818 unidades, volume 6,3% superior ao registrado no mesmo período do ano passado (591.753 unidades).

Só no mês de julho o Polo Industrial de Manaus (PIM) registrou a fabricação de 91.713 motocicletas, representando alta de 34,6% na comparação com o mês anterior (68.121 unidades). Etretanto, na comparação com julho de 2018, a produção caiu 4,8% (96.338 unidades).

Na avaliação de Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo, a recuperação do setor continua a ser impulsionada pela renovação da frota e, principalmente, pela maior oferta de crédito. “Isso impacta diretamente a cadeia produtiva. Hoje cerca de 70% das vendas de motocicletas são financiadas via CDC (Crédito Direto ao Consumidor) e pelo Consórcio”, afirma.

Segundo ele, aliado a isso, a motocicleta é uma alternativa viável de transporte para a maioria dos consumidores, graças ao menor custo de manutenção e ao baixo consumo de combustível.

Vendas no atacado
Em julho, as vendas no atacado somaram 87.240 unidades, aumento de 21% na comparação com junho (72.121 unidades) e queda 1,7% no mesmo período do ano passado (88.754).

No acumulado do ano, as fábricas repassaram para as concessionárias 616.133 motocicletas, o que corresponde a um crescimento de 14,1% ante as 539.945 registradas no mesmo período de 2018.

Emplacamentos
Segundo levantamento do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam) analisado pela Abraciclo, em julho houve emplacamento de 90.048 motocicletas, correspondendo a um aumento de 18,1% na comparação com o mesmo mês de 2018 (76.226 unidades) e de 12,5% em relação a junho (80.023 motocicletas).

Ainda segundo dados do Renavam, nos sete primeiros meses de 2019 foram emplacadas 620.082 motocicletas, volume 16,3% superior às 532.955 unidades licenciadas no mesmo período do ano passado.

Exportações
Em julho foram embarcadas 2.788 unidades para o exterior. De acordo com dados do portal de estatísticas de comércio exterior Comex Stat, que registra os volumes de embarques totais de cada mês, analisados pela Abraciclo, a Argentina é o maior parceiro comercial, com 1.318 e 45,2% de participação no total exportado. Na sequência, estão os Estados Unidos (880 e 30,2%) e a Colômbia (358 e 12,3%).

No acumulado do ano, as exportações somaram 23.180 unidades, o que representa queda de 49,9% em relação ao mesmo período de 2018 (46.258 motocicletas). Ainda de acordo com dados do Comex Stat, de janeiro a julho foram embarcadas 11.632 motocicletas (48,6% de participação) para Argentina. Os Estados Unidos ficaram em segundo lugar (4.313 e 18%), seguidos pela Colômbia (2.953 e 12,3%).

NewsLetter

Cadastre-se e receba nossas notícias por e-mail.