Indústria em movimento
23 DE maio DE 2019 - 15:46

Grupo Malwee anuncia investimentos de R$ 100 milhões até 2021

O Grupo Malwee anunciou um pacote de investimentos da ordem de R$ 100 milhões para o triênio 2019-2021. Desse total, R$ 10 milhões serão destinados exclusivamente a projetos de sustentabilidade, frente na qual diversas de suas iniciativas já receberam reconhecimentos nacionais e internacionais. O restante dos recursos está dividido nas frentes de modernização e indústria 4.0, tecnologia da informação, varejo e inovação.

Segundo Guilherme Weege, CEO da companhia, esses investimentos são resultado dos bons resultados apresentados nos últimos anos e traduzem a expectativa da empresa em um crescimento mais acelerado da economia. Os objetivos da companhia vão além dos ganhos de eficiência operacional, aumento da produtividade e competitividade.

“Nosso olhar está nos próximos 50 anos e por isso estamos focados em projetos que trarão uma profunda mudança em nosso modelo de negócio: da forma que produzimos e vendemos ao mindset da equipe. Buscamos iniciativas que impactem nossos consumidores e a sociedade de forma positiva”, detalha Guilherme.

Considerada uma das maiores empresas de moda do Brasil, o Grupo Malwee possui quatro plantas fabris, 5,5 mil funcionários e presença em mais de 25 mil lojas em todo o país. Com oito marcas no portfólio, entre elas a marca Malwee – líder de vendas da companhia – a empresa é reconhecida pelo compromisso social e ambiental, figurando entre as 10 marcas de moda mais transparentes do mundo.

Sustentabilidade
Com um histórico de investimentos ambientais que vai da criação e manutenção do Parque Malwee (criado em 1978 e símbolo do compromisso da companhia com a preservação ambiental) ao uso de matérias-primas sustentáveis em suas coleções, incluindo investimentos em reuso de água e energia ecoeficiente em todas as suas fábricas, o Grupo Malwee ser prepara para novos passos igualmente importantes.

Os principais projetos de sustentabilidade estão concentrados na otimização da gestão do uso da água, recurso natural mais utilizado pela indústria têxtil. Uma das iniciativas são melhorias no processo de tratamento de efluentes. Atualmente, o sistema permite reutilizar até 200 milhões de litros de água por ano. Com a implantação de placas de energia solar para alimentação dos equipamentos e adoção de ozônio no processo final de tratamento, a expectativa é aumentar a capacidade de reuso da água, reduzindo sua captação do rio e diminuindo o consumo de energia elétrica.

“Hoje, uma peça de roupa produzida no Grupo Malwee já utiliza 25% menos água que qualquer peça semelhante do mercado. Nosso objetivo é ampliarmos ainda mais nossa capacidade de economia, diminuindo significativamente o impacto dos nossos produtos no meio ambiente”, explica o executivo.

A principal novidade nessa frente é o jeans sustentável, que nasce a partir de um processo batizado de Lavanderia 5.0, que reduz o uso médio de água na lavagem do jeans de 100 litros para 200 mililitros por peça. Ou seja, 99,8% de economia por peça produzida. A nova tecnologia traz ainda mais eficiência, reduzindo processos manuais e lead time. Isso tudo sem alterar as características do produto final. Na verdade, é possível ainda aumentar as variações de acabamento e detalhes.

Modernização e indústria 4.0
Entre os investimentos em eficiência operacional e adequação do parque fabril (dentro do conceito de indústria 4.0) está a implementação de tecnologias de inteligência artificial e internet das coisas em diversas aplicações, nos setores produtivos e na gestão do negócio. Uma delas é no controle da produção. Por meio da tecnologia será possível prever falhas e rupturas e avaliar indicadores de produção em tempo real.

Também serão adquiridas máquinas de corte e costura com maior automação industrial. Outra iniciativa para otimização da produção e ganhos de eficiência será a transferência da unidade de Pomerode (SC) para a unidade matriz de Jaraguá do Sul (SC). A unificação das plantas começa em junho, com a integração do quadro de funcionários, máquinas e equipamentos.

Tecnologia da informação, varejo e inovação
O foco está em melhorar a experiência do consumidor e criar um novo modelo de relacionamento com clientes e consumidores. Um dos projetos de destaque nesta frente é uma parceria inédita com o Sebrae, chamado de Encadeamento Produtivo, que trará as melhores práticas de gestão e consultoria individual e especializada para clientes lojistas.

“Nosso objetivo é ser o melhor parceiro dos nossos clientes, trazendo benefícios e facilidades que garantam a perpetuidade dos negócios e a sustentabilidade de toda cadeia”, afirma Guilherme. “Somos de um setor da economia tradicional que ainda está engatinhando nesse tema. Queremos mudar este cenário e reforçar a liderança que consolidamos ao longo dos últimos anos como empresa de moda socialmente responsável”, completa.

NewsLetter

Cadastre-se e receba nossas notícias por e-mail.