Análise Econômica, Política & Social
1 DE setembro DE 2017 - 20:34

Indústria de máquinas cai 5,6% nos primeiros 7 meses do ano

O faturamento da indústria de máquinas e equipamentos subiu 1,7% no mês de julho em relação ao mesmo mês do ano passado, somando R$ 5,86 bilhões, conforme dados divulgados pela ABIMAQ – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos.

No acumulado entre janeiro e julho, o setor faturou R$ 37,9 bilhões, o que representa uma queda de 5,6% na comparação com os sete primeiros meses do ano passado.

O presidente executivo da associação, José Velloso, disse que ainda não há como falar em retomada do setor diante de um cenário em que o consumo aparente acumula uma retração de 25% no ano, mesmo após três anos seguidos de queda.

Velloso diz que, como o setor inclui as vendas internas e as importações, esse número dá a medida do enxugamento do mercado brasileiro e mostra a perda de competitividade da indústria nacional.

Segundo o presidente da entidade, a exceção do setor é o segmento de máquinas agrícolas, que deve crescer até 15% neste ano. “É o único que vai ter crescimento, o único que está fora da crise, reflexo do bom desempenho da agricultura no país”, disse Velloso.

Neste quesito, a ABIMAQ destacou que as vendas devem crescer entre 10 a 15 por cento este ano, um desempenho menor que o ano passado, mas ainda expressivo em comparação aos demais 35 setores da indústria de bens de capital.

De acordo com o levantamento da entidade, a balança comercial de produtos do setor de máquinas e equipamentos apresentou saldo negativo de US$ 427,6 milhões. As exportações atingiram US$ 727 milhões em julho (crescimento de 20,2% em relação ao ano passado) e as importações atingiram US$ 1,15 bilhão (retração de 24,9%).

NewsLetter

Cadastre-se e receba nossas notícias por e-mail.