Entidades em Ação
30 DE outubro DE 2019 - 7:32

Consumidor que opta por energia solar economiza na conta de luz

Desde 2012, a procura por energia solar tem crescido com a possibilidade de o consumidor gerar a própria energia a partir de fontes renováveis. A vice-presidente de geração distribuída do Conselho de Administração da Absolar – Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica -, Barbara Rubin, explica que o setor é promissor e precisa, cada vez mais, de investimentos.

“Quando a gente pensa na geração distribuída, a energia solar é uma das fontes mais baratas. Ela economiza água das hidrelétricas, que é a base da geração no Brasil. Ela é uma fonte mais limpa que a das termelétricas, que é uma fonte que o governo aciona toda vez que a gente enfrenta um período de estiagem”, destaca Barbara.

Ela reforça que essa modalidade de geração de energia possibilita uma recuperação financeira mais rápida para o consumidor que investiu nesse tipo de fonte. “Aumenta a capacidade de retorno mais rápido do investimento, além da economia que o investidor vai proporcionar”, completa.

Dados da Absolar,mostram que o Brasil possui mais de 93 mil sistemas solares fotovoltaicos conectados à rede, trazendo economia e sustentabilidade ambiental a mais de 116 mil unidades consumidoras. Isso representa um montante de R$ 5 bilhões em investimentos acumulados desde 2012.

Segundo a entidade, o consumidor que optar por esse modelo poderá ter importante redução na conta de luz. Esse tipo de fonte, de acordo com a Absolar, é o futuro da matriz energética no Brasil, uma vez que deve superar a hidreletricidade até 2040.

Com a crescente demanda, o tema de fontes renováveis entra nesta semana na pauta do Congresso Nacional, com a realização de audiência pública na Comissão de Infraestrutura do Senado Federal para discutir incentivos à produção de energia solar fotovoltaica no Brasil.

Fonte: Agência Rádio Mais/Sara Rodrigues

NewsLetter

Cadastre-se e receba nossas notícias por e-mail.