Reflexões da Redação
Passo

Primeiro passo

O resultado da votação na Câmara Federal, antes de qualquer coisa, foi um recado democrático dado ao governo de que o Brasil precisa mudar. Os 367 votos dados a favor da continuidade do processo de impeachment e seu encaminhamento para julgamento no Senado foram o primeiro passo para tirar o país do estado de recessão, que tem gerado profundo desânimo e imobilismo entre os brasileiros. Por enquanto, só se plantou a semente da mudança. O caminho da recuperação será longo, porém, o resultado foi uma sinalização de que o país caminha à deriva, tanto nas decisões políticas quanto econômicas. O importante é que, com o gesto da Câmara, os brasileiros voltam a ter esperança de que nem tudo está perdido e que existe a possibilidade de mudança. Melhor ainda, voltam o otimismo e a certeza de que temos capacidade de reagir.

Congresso

Domingo é dia de decisão

Isso mesmo. Domingo é dia de decisão, mas não será no Maracanã, no Morumbi, no Mineirão ou em nenhum outro estádio de futebol localizado nos quatro cantos do país. A decisão de que estamos falando acontecerá na Câmara Federal, em Brasília, onde deputados começarão a decidir sobre o impeachment ou não da presidente Dilma. Seja qual for o resultado deste domingo - que poderá ter seguimento no Senado ainda em maio -, o Brasil inteiro espera por uma solução rápida, que nos tire deste estado de letargia que afeta o ânimo de toda a população.

desenvolve

Apoio à indústria traz desenvolvimento ao país

Há muito, fala-se que o Brasil precisa de uma política industrial que estabeleça incentivos necessários às empresas e planos plurianuais, tendo como pano de fundo a necessidade da promoção do desenvolvimento do país com vistas ao mercado interno e à competição internacional. Aliás, boa parte dos países em desenvolvimento - também desenvolvidos e subdesenvolvidos - mantém sua política de apoio às indústrias, o que, certamente, lhes tem garantido um crescimento superior ao nosso.

Reforma

O Brasil clama por reformas urgentes

A mais recente pesquisa Ibope, que apurou que somente 10% dos entrevistados disseram que o governo da presidente Dilma é bom ou ótimo, comprova que a falta de credibilidade está levando o Brasil ao fundo do poço. O governo que foi eleito em 2014 com 51,6% dos votos, e que no primeiro turno tinha obtido 41,5%, vê, em pouco mais de um ano, aquela parcela do país deixando de acreditar em seu projeto.

desfavoravel

Cenário intranquilo e desfavorável

A atual situação do Brasil, de forte crise política, ética, moral e econômica, nos obriga a discordar frontalmente do funk “tá tranquilo, tá favorável”, que até virou tema de campanha publicitária. Há que se dizer que um país que apresentou retração de 3,8% em seu Produto Interno Bruto e cuja indústria de transformação amargou queda de 9,7%, jamais poderia estar tranquilo, visto que o cenário político/econômico é totalmente desfavorável.

1 20 21 22
NewsLetter

Cadastre-se e receba nossas notícias por e-mail.