Reflexões da Redação
Não Ouço

O estupro e a degradação da sociedade

As estatísticas frias dizem que a cada onze minutos acontece um caso de estupro no Brasil. Isso é assustador, mas, ao mesmo tempo, representa muito pouco, pois só levam em conta o que é denunciado ou relatado. Um que fosse, já deveria ser motivo de grande revolta, visto que não se pode admitir crimes hediondos como o que envolveu uma jovem carioca, violentada por mais de trinta homens (se é que podem ser chamados assim). É a degradação de uma sociedade que é estuprada diariamente com notícias de propinas, corrupção, impunidade, desvios de verbas públicas, ausência do Estado na saúde, na educação, na segurança e, principalmente, no respeito com os cidadãos. O Brasil - acreditamos - está, hoje, tentando mudar essa história e, neste contexto, a operação Lava Jato tem que ser apoiada a chegar às últimas consequências, levando à prisão todos aqueles que estupraram e estupram o país.

share streaming information, synchronization, cloud networking

A face negativa das redes sociais

As comunicações entre pessoas, empresas e instituições atingiram novas dimensões com o aprimoramento dos serviços da internet. As informações ganharam velocidade e passaram a atingir destinos jamais imagináveis, em função da capilaridade da rede mundial de computadores. Tudo ficou ainda melhor com a chegada dos smartphones (no final deste mês, serão 168 milhões em uso no Brasil - notebooks, tablets e PCs serão 160 milhões, diz a FGV), que trazem o mundo às mãos dos usuários e oferecem acesso a uma infinidade de serviços e aplicativos, além de facilitar a navegação nas redes de relacionamentos, as chamadas redes sociais. É justamente neste ponto que se estabelecem as diferentes faces das redes de relacionamento: usadas positivamente por grande parte dos internautas e negativamente por outros tantos. O recente episódio da apresentadora Ana Hickmann deveria servir de reflexão e alerta para as pessoas de boa fé que, ingenuamente, expõem detalhes e fotos de suas vidas, abrindo espaço para a ação de verdadeiros criminosos.

manifestações

Uma resposta a Gregorio Duvivier

"Duvivier, entendo sua revolta. Quem disse que o povo não está nas ruas? Está, sim, com currículo embaixo do braço procurando emprego. O povo quer paz, quer tocar a vida. O PT já conseguiu o que queria: convencer sua militância a entoar esse blá-blá-blá de golpe". Esta foi a mensagem de Maria Regina, coordenadora deste portal, publicada no jornal Folha de S. Paulo (carta do leitor do dia 17 de maio), em resposta ao artigo “Faltou combinar com os russos” de Gregorio Duvivier, o articulista das segundas-feiras do caderno Ilustrada daquele periódico, onde ele trata, entre outras coisas, da atual ausência dos manifestantes favoráveis ao impeachment nas ruas.

Young businessman with hands on back of his head worried because of business failure

PIB para 2016 tem nova queda

Ainda é prematuro fazer qualquer previsão sobre como serão os próximos meses para a economia brasileira, agora administrada pelo governo interino do presidente Michel Temer. Porém, mal ocorreu a mudança e o boletim Focus/BC, já chega com mais uma perspectiva de retração do PIB para 2016. Na semana passada, quando ainda não havia ocorrido a decisão do Senado pela admissibilidade do processo de impeachment, os economistas consultados previam que o PIB deste ano apresentaria queda de 3,86%. Hoje, o mercado piorou sua expectativa para 3,88%. Nesta mesma pesquisa, os analistas mantiveram as previsões para a inflação (em 7% - ainda acima do teto da meta), para a taxa de juros (13%) e para o dólar (R$ 3,70). Provavelmente, no boletim da semana que vem o mercado terá uma avaliação melhor, que, certamente, servirá de balizador para o novo governo.

Reforma

O primeiro dos próximos (até) 180 dias

O Senado Federal aprovou nesta madrugada, por 55 votos a 22, a admissibilidade do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. A partir deste ato, Dilma ficará afastada temporariamente por até 180 dias, assume o cargo maior do país, como presidente interino, Michel Temer, que, diga-se de passagem, sabe perfeitamente do país esfacelado que vai receber. Contra o cenário de caos, Temer terá que agir com energia desde seu primeiro minuto no Planalto. É evidente que a jornada será longa e árdua, porém terá que ser enfrentada passo a passo, dia após dia, com firmeza e sem promessas, com ações claras e objetivas que garantam ao Brasil o retorno ao desenvolvimento e ao concerto das nações. Presidente Temer, a contagem regressiva começou, e hoje é o primeiro dos próximos (até) 180 dias!

recuperação

A jornada será longa e árdua

Pronto!!! A comissão especial do Senado ouviu o som das ruas e aprovou por 15 votos a 5 o relatório pela admissibilidade do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Agora o relatório vai ao plenário do Senado para ser votado pelos oitenta e um senadores, onde obedecerá à proporcionalidade de metade mais um para aprovação ou não. Caso seja aprovado - e há fortes indicações para isso - a presidente Dilma será afastada por até 180 dias para consubstanciar sua defesa, assumindo o vice-presidente Michel Temer, que, diga-se de passagem, sabe perfeitamente do país esfacelado que vai receber. A jornada será longa e árdua, porém terá que ser enfrentada passo a passo, dia após dia, com firmeza e sem promessas, com ações claras e objetivas que garantam ao Brasil o retorno ao desenvolvimento e ao concerto das nações.

NewsLetter

Cadastre-se e receba nossas notícias por e-mail.