O que é que há

Índice de inflação apresenta retração em junho

21/06 – Segundo dados divulgados pelo IBGE, o Índice de Preços ao Consumidor – Amplo 15, que é uma prévia da inflação oficial (IPCA), desacelerou no mês de junho e registrou 0,4%. Este é o menor índice para o mês de junho desde 2013, quando ficou em 0,38%. De acordo com economistas consultados pelo Banco Central para a pesquisa Focus, a estimativa é que a inflação de 2016 fique em 7,25%. Para o primeiro semestre do ano a previsão é que a inflação feche em 4,62%. Para os próximos 12 meses, a projeção de inflação é de 5,93%. Sobre o ano que vem, os economistas preveem inflação de 5,5%.

Produção do setor eletroeletrônico cai 15,9% em abril

20/06 – Dados do IBGE agregados pela Abinee apontam retração de 15,9% do setor eletroeletrônico em abril na comparação com o mesmo mês de 2015. Esta foi a 23ª queda consecutiva. O resultado é decorrente de uma retração de 24,8% na produção da indústria eletrônica e de 8,7% na indústria elétrica. No acumulado dos quatro primeiros meses de 2016, a queda atingiu 24,2% na comparação com o mesmo período do ano passado (recuo de 32,6% da indústria eletrônica e de 17,3% da indústria elétrica). No acumulado dos últimos 12 meses, a queda da produção da indústria eletroeletrônica alcançou 23,5%.

Banco Mundial diz que infraestrutura do Brasil é deplorável

19/06 – Agora é o Banco Mundial que diz: a infraestrutura no Brasil é deplorável. Segundo um diagnóstico preparado para definir sua política de ações no Brasil até 2020, o mercado de construção é fechado no país, o que auxilia a formação de cartéis e corrupção, o que gera situação de conforto para empreiteiras. Para Martin Raiser, diretor do banco no Brasil, a falta de planejamento, de bons projetos e de financiamentos de bancos privados são os principais inibidores de novos concorrentes nesse mercado. Para ele, o país precisa fazer mudanças para permitir que empresas de fora concorram com as nacionais.

Decretada calamidade pública do estado do Rio de Janeiro

18/06 – Sobre a decretação do estado de calamidade pública pelo governo do Rio de Janeiro, a FIRJAN diz que a grave crise financeira não é recente e nem exclusiva do estado. O problema das contas públicas estaduais e municipais é estrutural e semelhante ao enfrentado pelo governo federal e está relacionado ao elevado comprometimento dos orçamentos com gastos obrigatórios. A FIRJAN entende como fundamental estender aos estados os efeitos da PEC que limita o crescimento dos gastos públicos à variação da inflação. Para a entidade, tal medida precisa, no entanto, passar por um amplo programa de venda de ativos.

Nova alta da confiança do empresário industrial em junho

17/06 – O ICEI – Índice de Confiança do Empresário Industrial – cresceu pelo segundo mês consecutivo, alcançando 45,7 pontos neste mês junho, refletindo as mudanças do governo interino. O índice, registrado pela CNI, cresceu 4,4 pontos na comparação com o mês anterior, acumulando variação de 8,9 pontos nos dois últimos meses (era de 36,8 em abril/2016). Ainda assim, o índice permanece abaixo dos 50 pontos, o que significa que o empresário ainda registra falta de confiança, embora cada vez menos intensa. Na série histórica, o ICEI está abaixo de 50 pontos desde maio de 2014. Em novembro/2015 o índice atingiu a menor pontuação (35,0).

Espírito animal dos empresários para retomar investimentos

15/06 – Em artigo publicado nesta quarta-feira, na Folha de S. Paulo, o economista e professor Antonio Delfim Netto é objetivo ao falar sobre a retomada de investimento neste período de crise. Ele diz que não há grande teoria que estimule o investimento que é a base de tudo. O que funciona, afirma, é repetir os mecanismos utilizados pelos países que cresceram e continuam a crescer: estimular o espírito animal dos empresários com 1) perspectiva de crescimento; 2) taxa de juro real acessível com colaterais razoáveis no mercado e 3) segurança regulatória. O resto é chantili, conclui.

NewsLetter

Cadastre-se e receba nossas notícias por e-mail.