O que é que há

Efeito colateral cruel

06/04 – A produção das indústrias é um elo importante da cadeia econômica. O consumo também tem papel fundamental nesta cadeia, garantido por uma sociedade empregada e assalariada, que poupa economias. A atual crise gerou desconfiança, recessão, queda nos investimentos e, por consequência, o desemprego. Se há desemprego, caem o consumo e a produção, e crescem, pela sobrevivência, os saques das economias.  De janeiro a março deste ano, as retiradas da poupança somaram R$ 24 bilhões, contra R$ 23 bilhões no mesmo período de 2015.

Toma lá dá cá e baixo clero juntos preocupam

04/04 – A mistura das expressões toma lá dá cá e baixo clero está deixando a maioria da população brasileira e, em especial, os empresários muito preocupados. Se no plenário da Câmara o número de deputados a favor não atingir 342 votos, toda a proposta de mudança cairá por terra. Parodiando Charles de Gaulle, grande parte dos políticos brasileiros não é séria.

Setor automobilístico tem um março difícil

01/04 – A indústria automobilística registrou mais um mês difícil em março, com vendas de 173.100 unidades. Em relação a março de 2015 (um ano ruim) a queda foi de 23,4%. Considerando o resultado do trimestre, a retração registrada foi maior ainda, chegando a 28,3% em relação ao mesmo período do ano passado.

Dólar a R$ 3,60 prejudica competitividade da indústria

30/03 – Com o dólar oscilando na casa dos R$ 3,60, a indústria brasileira perde mais ainda a capacidade de competir com os importados no mercado interno. Para representantes das indústrias, economistas e analistas, o ideal é que o patamar volte à casa dos R$ 4,00, garantindo melhor condição de fornecimento pelas empresas locais e, por consequência, um aumento na produtividade.

Eletroeletrônicas demitem mais que o previsto

28/03 – As indústrias eletroeletrônicas demitiram 2.545 trabalhadores nos dois primeiros meses deste ano. Segundo a Abinee, a previsão era de que ocorressem cerca de 4.000 baixas até dezembro. Hoje, trabalham no setor 245 mil profissionais, o mesmo patamar de 2007.

Desemprego em alta

25/03 – IBGE aponta que a taxa de desemprego atingiu 9,5% no trimestre encerrado em janeiro. É o maior nível registrado desde 2012 quando a pesquisa começou a ser feita no Brasil. O resultado ficou acima do registrado no trimestre encerrado em outubro/2015 (9%) e também maior que o mesmo período anterior (6,8%).

NewsLetter

Cadastre-se e receba nossas notícias por e-mail.