O que é que há

IPCA de outubro fica em 0,45% ante 0,48% em setembro

07/11 – A inflação medida pelo IPCA fechou outubro com alta de 0,45% (foi 0,48% em setembro). A alta em outubro foi o resultado mais elevado para o mês desde 2015, quando a taxa subiu 0,82%, segundo dados do IBGE. Como consequência, a taxa acumulada em 12 meses aumentou de 4,53% em setembro para 4,56% em outubro.

Produção da indústria eletroeletrônica recua 4,8% em setembro

06/11 – A produção do setor eletroeletrônico recuou 4,8% em setembro/2018 em relação a igual mês do ano passado. Conforme dados da Abinee, o desempenho ocorreu devido às quedas da área eletrônica (-8,3%) e de bens elétricos (-1,4%). Apesar do resultado, no acumulado dos nove primeiros meses deste ano, o setor registrou aumento de 3,3%.

Faturamento do setor de máquinas agrícolas deve crescer entre 10% e 15% neste ano

05/11 – A ABIMAQ aponta que, neste ano, o setor de máquinas e implementos agrícolas deverá crescer cerca de 15%, bem superior aos 8% previstos anteriormente. Segundo a entidade, em função da quebra da safra na Argentina e da elevação do câmbio, o produtor brasileiro está capitalizado e investindo para renovar ou ampliar a frota.

Pedidos de falência caem 14,8% no acumulado do ano

05/11 – Dados nacionais da Boa Vista SCPC – Serviço Central de Proteção ao Crédito – mostram que os pedidos de falência recuaram 14,8% no de janeiro a outubro, em relação ao mesmo período de 2017. Mantida a base de comparação, as falências decretadas registraram alta de 12,5% e os pedidos de recuperação judicial subiram 6,3%.

Balança comercial tem superávit de US$ 6,121 bilhões em outubro

01/11 – A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 6,121 bilhões em outubro, resultado de exportações que somaram US$ 22,226 bilhões e importações de US$ 16,105 bilhões. O valor é 17,9% maior do que o registrado em outubro do ano passado. De acordo com o MDIC, este é o maior saldo para outubro, desde 1989, quando iniciou a série.

BC mantém juros em 6,5% pela quinta vez, na primeira decisão após eleições

31/10 – O Copom – Comitê de Política Monetária do Banco Central – manteve a taxa básica de juros em 6,5% ao ano, confirmando a previsão dos principais analistas do mercado. É a quinta reunião seguida em que a Selic é mantida nesse patamar. Em março, houve queda de 6,75% para 6,5%, taxa que foi mantida nas reuniões seguinte.

NewsLetter

Cadastre-se e receba nossas notícias por e-mail.