O que é que há

Governo Temer quer retomar obras paralisadas no país

30/06 – Apesar da crise e da falta de dinheiro, o presidente interino Michel Temer tem conversado com seus auxiliares sobre a possibilidade de retomar obras que estão paralisadas em todo o país. Segundo levantamento realizado pelo Senado são mais de 20 mil projetos espalhados pelos os estados. O objetivo é selecionar obras que possam ser concluídas até 2018. Esta é uma forma encontrada para não deixar o país paralisado neste período de transição e recuperar a economia.

Mercosul: países membros não querem entregar presidência para Maduro

28/06 – A reunião dos membros do Mercosul – marcada para o próximo dia 12 de julho – não mais terá o status de cúpula de chefes de Estado. No encontro, a presidência rotativa do bloco será transmitida do Uruguai para o presidente da Venezuela, porém foi transformada numa reunião de chanceleres, visto que Paraguai, Brasil e Argentina não aceitam entregar a função para Nicolás Maduro, a quem acusam de violar direitos humanos e políticos e de levar o país ao abismo econômico.

A fatura do impeachment está chegando

27/06 – Estava demorando, mas a fatura já começou a chegar. O presidente interino Michel Temer tem sido visitado regularmente por senadores que apoiaram a abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. As visitas periódicas – à imagem do político brasileiro – são de cobrança por cargos e apoios para confirmarem os votos dados à ocasião do afastamento de Dilma. Tem senador pedindo cargo até no BNDES. E o Brasil, como fica?

Produção industrial brasileira no fundo do poço

25/06 – Levantamento do Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial (Iedi) – com dados da Unido/ONU – mostra que, nos três primeiros meses deste ano, a produção industrial brasileira apresentou retração de 11,2% em relação ao mesmo período do ano passado. Este resultado evidencia o pior desempenho entre os 130 principais países do mundo. Apesar deste número negativo, provocado pela perda de competitividade nos últimos anos, analistas já conseguem enxergar o início de uma recuperação.

Um São João mais magro no Nordeste neste ano

24/06 – Não bastasse a penúria da Petrobras, neste ano as festividades de São João em cidades da região Nordeste do país tiveram que reduzir seus gastos. Isso ocorreu pelo fato da perda do patrocínio que a Petrobras oferecia às prefeituras. A estatal, que vive uma forte crise em função de má gestão e desvios de dinheiro, decidiu suspender por completo os investimentos que vinha realizando desde 2005. Em 2012, os patrocínios tinham atingido o auge, totalizando R$ 10,7 milhões em favor das festas. Agora é zero.

A corrupção no Brasil parece não ter fim

23/06 – Cada enxadada uma minhoca. Para não contrariar o dito popular, a corrupção chegou agora às operações de crédito consignado aos servidores públicos federais. A operação Custo Brasil (desdobramento da Lava Jato) mira pagamentos de propina no âmbito do Ministério do Planejamento e tem como principal figura o ex-ministro Paulo Bernardo (preso hoje), e o PT. Desde 2010, de cada empréstimo aos servidores, os envolvidos desviavam cerca de 1,25 real/mês, pago a título de taxa de gestão à empresa Consist, que totalizou mais de 100 milhões de reais, divididos também a agentes ligados a Paulo Bernardo. Haja minhoca!

NewsLetter

Cadastre-se e receba nossas notícias por e-mail.