O que é que há

O rombo é assustador

19/05 – Qual é o tamanho do rombo? Em dezembro de 2015, o governo Dilma dizia que o déficit das contas do governo para 2016 seria de R$ 60 bilhões. Pouco antes da votação do impeachment na Câmara, já se falava em R$ 96 bilhões. Empossada, a nova equipe econômica de Temer passou a falar em R$ 150 bilhões. Agora, senadores que estiveram com o ministro do planejamento, Romero Jucá, saíram falando em R$ 200 bilhões. Este valor foi confirmado pelo ministro Geddel Vieira Lima, da secretaria de governo.  Seja qual for o tamanho, o déficit é assustador, expondo a péssima gestão do governo afastado.

Anfavea: seis décadas representando a indústria automobilística

17/05 – Anfavea comemora 60 anos, destacando a importância do setor automobilístico. Na soma destes anos de atividades da indústria no Brasil mais de 78 milhões de veículos saíram das fábricas brasileiras e 70 milhões foram comercializados. Para o presidente da entidade, Antonio Megale, “esses números demonstram não somente a grandiosidade da indústria e sua capacidade produtiva, mas também a evolução que ela trouxe para o Brasil, com geração de renda e emprego, além de oferecer produtos que viabilizam o transporte de pessoas e de cargas, que mecanizam e elevam a produtividade no campo e que transformam em realidade o sonho do livre direito de ir e vir. Não é possível imaginar um País com representatividade no mundo sem a indústria automobilística”.

CNI aponta melhora da confiança dos empresários em maio

16/05 – O Índice de Confiança do Empresário Industrial, medido pela CNI no início de maio, quando já se delineava o afastamento da presidente Dilma, atingiu seu maior índice dos últimos 16 meses, subindo 4,5 pontos, chegando aos 41,3 pontos neste mês. A melhora de maio indica que a indústria está menos pessimista, mas ainda não inverteu a confiança a ponto de estar propriamente otimista. Para isso, o índice de confiança terá que ultrapassar a marca de 50 pontos. A média histórica do indicador da CNI é de 54,3 pontos. Com o setor produtivo e a população mais confiantes, o país poderá ter um retorno mais rápido dos investimentos e do consumo.

Frota cresce 2,5% em 2015

13/05 – Levantamento do Sindipeças sobre a frota circulante brasileira mostra crescimento de 2,5% em 2015 em comparação com o ano anterior, com o total de 42,6 milhões de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus. A idade média, que era de 8 anos e 8 meses no ano anterior, subiu para 8 anos e 11 meses, o que indica menor entrada de veículos novos no mercado. “Como a base é muito grande, o aumento de três meses na idade média é bastante significativo”, avalia Elias Mufarej, conselheiro responsável por mercado de reposição.

Temer assume compromisso com reformas e programas sociais

12/05 – Em seu primeiro pronunciamento, o presidente interino, Michel Temer, disse que criará condições para que a economia brasileira saia da crise, com ações voltadas para a produção industrial, a retomada das atividades do comércio e serviços e a recuperação da empregabilidade. Temer assumiu compromisso com as reformas estruturais, bem como com o fortalecimento da Operação Lava Jato e a manutenção dos programas Bolsa Família, Pronatec, Fies e Minha Casa Minha Vida entre outros. Falou da redução de gastos, redução do número de ministérios e de cargos comissionados. Finalizou tratando da retomada do diálogo do executivo, com o legislativo, o judiciário, e, também, com a sociedade, usando, para isso, a expressão “religar”.

Governo abre linha de crédito para MPEs

10/05 – O governo federal anunciou novas linhas de crédito de R$ 5 bilhões para capital de giro de micro e pequenas empresas, com faturamento anual de R$ 3,6 milhões. As linhas serão oferecidas pelo BNDES e Banco do Brasil e as taxas vão variar de 17,1% a 19,5% ao ano, com carência de 6 a 12 meses. As contrapartidas para quem aceitar as linhas são a preservação de empregos por 12 meses e a contratação de jovens aprendizes, na proporção 10 funcionários para um aprendiz. Por que só agora, quando o desemprego já ultrapassou a marca dos 11 milhões???

NewsLetter

Cadastre-se e receba nossas notícias por e-mail.