O que é que há

Vendas do setor eletroeletrônico caem em abril

24/05 – Sondagem realizada pela Abinee – antes do afastamento da presidente Dilma – apontou que 57% das empresas entrevistadas indicaram retração no mês de abril em relação a abril/2015. Nesta pesquisa somente 23% das empresas indicaram crescimento. Também foram desfavoráveis as informações referentes às exportações, com 33% das empresas indicando queda. Apesar da tendência, a pesquisa indicou queda menor no nível de emprego, que passou de 47% (março/2016) para 34% em abril.

Smartphones cada vez mais em alta

23/05 – Estudo da FGV aponta que o Brasil terminará este mês de maio com 168 milhões de smartphone conectados. Este número já é superior aos 160 milhões de computadores (tablets, notebooks e Pcs) em operação. A perspectiva é que em 2018 o país terá 236 milhões de smartphones.

Mais uma semana importante

21/05 – A se confirmar: o governo temer anuncia nesta segunda-feira suas medidas de corte de gastos e de melhoraria do controle das contas públicas. Ao mesmo tempo, encaminhará à aprovação do Congresso o pedido de aprovação da meta fiscal negativa no valor de R$ 170 bilhões. Será uma semana tão tensa como as anteriores. Porém há uma atenuante: entre as medidas não estará a reforma da Previdência. O governo quer, com as medidas de austeridade fiscal, solidificar a volta da confiança na economia e do crescimento do país. Sobre a votação no Congresso, o governo espera que os parlamentares entendam o pedido, tão importantes para as finanças públicas e as necessidades dos brasileiros.

Inflação prévia de maio atinge 0,86%

20/05 – A taxa prévia da inflação oficial de maio (IPCA-15) atingiu a marca 0,86%. É a maior taxa para maio dos últimos 20 anos. Segundo o IBGE, a alta de preços dos remédios puxou a inflação do grupo de despesas saúde e cuidados pessoais, que registrou uma taxa de 2,54%, cujo cálculo foi feito com base em preços coletados entre 14 de abril e 13 de maio. Os medicamentos, que ficaram 6,5% mais caros no mês, foram os que mais puxaram o índice. A prévia do IPCA-15 de abril tinha ficado em 0,51%. No acumulado de janeiro a maio deste ano, a prévia da inflação já atingiu 4,21%. Nos últimos 12 meses, o índice registrou aceleração, chegando, em maio, a 9,62%, bem acima do 8,24% do imediatamente anterior. Lembrando: o teto da meta é de 6,5%.

O rombo é assustador

19/05 – Qual é o tamanho do rombo? Em dezembro de 2015, o governo Dilma dizia que o déficit das contas do governo para 2016 seria de R$ 60 bilhões. Pouco antes da votação do impeachment na Câmara, já se falava em R$ 96 bilhões. Empossada, a nova equipe econômica de Temer passou a falar em R$ 150 bilhões. Agora, senadores que estiveram com o ministro do planejamento, Romero Jucá, saíram falando em R$ 200 bilhões. Este valor foi confirmado pelo ministro Geddel Vieira Lima, da secretaria de governo.  Seja qual for o tamanho, o déficit é assustador, expondo a péssima gestão do governo afastado.

Anfavea: seis décadas representando a indústria automobilística

17/05 – Anfavea comemora 60 anos, destacando a importância do setor automobilístico. Na soma destes anos de atividades da indústria no Brasil mais de 78 milhões de veículos saíram das fábricas brasileiras e 70 milhões foram comercializados. Para o presidente da entidade, Antonio Megale, “esses números demonstram não somente a grandiosidade da indústria e sua capacidade produtiva, mas também a evolução que ela trouxe para o Brasil, com geração de renda e emprego, além de oferecer produtos que viabilizam o transporte de pessoas e de cargas, que mecanizam e elevam a produtividade no campo e que transformam em realidade o sonho do livre direito de ir e vir. Não é possível imaginar um País com representatividade no mundo sem a indústria automobilística”.

NewsLetter

Cadastre-se e receba nossas notícias por e-mail.