Análise Econômica, Política & Social
ABEeólica Elbia

ABEEólica prevê próximos 10 anos desafiadores

Segundo Elbia Gannoum, presidente executiva da entidade, os parques híbridos (solar e eólica) e usinas offshore serão a próxima fronteira, mas o eólico continuará liderando

CNI Carlos Abjaodi

Desafios para a indústria

Em reportagem da série especial Caminhos da Indústria - Desafios e Oportunidade, o site Poder 360, com apoio da CNI, mostra que, além da burocracia e do desemprego, a tributação complexa e a infraestrutura precária são obstáculos a serem superados pelo país. A matéria destaca que, com a entrada em vigor da nova legislação trabalhista, em 2017, o número de ações trabalhistas apresentou sensível queda, diminuindo acentuadamente de 2017 até o ano passado. Para este ano, a previsão é de que a trajetória de queda se mantenha. Sobre isso, Eduardo Abijaodi, da CNI, lembra que, neste período, houve desburocratização e simplificação dos processos trabalhistas, impactando nos custos das empresas. Entretanto, se, por um lado, houve melhorias neste aspectos, por outro, o país quase não avançou em questões como a revisão do sistema tributário e a resolução de entraves na infraestrutura, pontos que devem ser priorizados nos próximos meses para que o setor industrial supere a crise que atravessa desde 2014. [clique no título para ler a íntegra]

Tecnologias Minsait

Três tecnologias que transformaram a década

Com o fim do ano e da década, é natural que começemos a fazer listas de itens que marcaram o tempo vivido. A revolução tecnológica certamente foi parte importante nesse processo, e deve continuar a ocupar um papel central nos próximos anos. Abordando as principais transformações ocorridas nos últimos dez anos, Flávio Carnaval, da Minsait, lembra que, em 2009, não tínhamos a dimensão de como casas conectadas e cidades inteligentes estariam tão presentes na nossa vida, e que hoje estaríamos altamente equipados para nos conectar a um mundo de possibilidades que nos leva a outro patamar de relações com pessoas, coisas e negócios. Mostrando, também, o que está por vir, Carnaval afirma que o ritmo de desenvolvimento está cada vez mais acelerado e é necessário que companhias de diferentes portes tenham consciência de que, sem as ferramentas tecnológicas atuais, certamente ficarão para trás. [clique no título para ler a íntegra]

Abdib Venilton Tadini1

Investimentos em infraestrutura devem atingir R$ 131,7 bi em 2019

Venilton Tadini, presidente da Abdib, diz que, para 2020, as perspectivas são promissoras, sobretudo devido às iniciativas adotadas e ainda em curso

CNI Marcelo Azevedo1

Com aceleração da economia, pequenas indústrias se recuperam

Para Marcelo Azevedo, economista da CNI, se o Brasil equacionar os problemas que afetam os empresários, a retomada será acelerada

Abinee Humberto1 2018

Faturamento do setor eletroeletrônico ficou estável em 2019

Humberto Barbato, presidente da Abinee, diz que o resultado ficou aquém das expectativas em função, principalmente, da demora na aprovação das reformas, que só andaram no segundo semestre

NewsLetter

Cadastre-se e receba nossas notícias por e-mail.