Análise Econômica, Política & Social
SAE Ricardo Takahira

Mobilidade elétrica: a nova realidade global

Segundo Ricardo Takahira, da GFA Consulting Group, os desafios ainda são grandes em toda a parte principalmente ao se tratar da frota puramente elétrica, que necessita de infraestrutura de recarga

ABIT Fernando Pimentel1

Abertura comercial ampla exige planejamento e reformas

Neste artigo, Fernando Valente Pimentel, presidente da Abit, faz uma análise sobre o atual estágio competitivo do Brasil no mercado global e sugere medidas

CNI Robson 2

Novo governo deve investir no ambiente de negócios e priorizar reformas

Robson Andrade, presidente da CNI, espera que Jair Bolsonaro mantenha diálogo construtivo com o Congresso para aprovar as reformas estruturais

Abiquim Denise Naranjo

Déficit em produtos químicos se agrava com turbulento cenário econômico

Para Denise Naranjo, diretora da Abiquim, Brasil precisa atingir nível maduro de desenvolvimento que permita sua inserção internacional de maneira responsável e sustentável

ABESCO Alexandre2

Horário de verão já não se justifica

Para Alexandre Moana, presidente da ABESCO, o cenário hoje é bastante diferente de décadas atrás e os motivos para o horário diferenciado diminuíram

CNI Paulo Afonso

Educar para avançar

Neste artigo, Paulo Afonso Ferreira, vice-presidente da CNI - Confederação Nacional da Indústria - trata da importância de a educação brasileira acompanhar as novas tecnologias e a evolução nos processos produtivos para atender as necessidades de desenvolvimento do país. Ele afirma que, mesmo com aumento do nível de escolaridade e redução da taxa de analfabetismo, a qualidade da educação básica brasileira ainda precisa de aprimoramentos e lembra que mais de 17 milhões de jovens entre 15 e 24 anos estão fora da escola e que a maioria dos que concluem o ensino médio na rede pública não sai preparada para enfrentar o mercado de trabalho. “Em relação ao ensino superior, gastamos muito, mas não gastamos bem, por isso precisamos de uma reforma profunda no ensino superior, de modo que seja dada ênfase na geração de conhecimento e aplicação de soluções para o Brasil”, destaca. Paulo Afonso afirma que é preciso elevar a qualidade na educação básica, ampliar a oferta de ensino médio integrado com a formação técnica e profissional e promover maior integração entre empresas e universidades para adequação de seus currículos. [clique no título para ler a íntegra]

NewsLetter

Cadastre-se e receba nossas notícias por e-mail.