Análise Econômica, Política & Social
ABDIB logo

Para Abdib, é um erro desidratar o BNDES no relatório da reforma da Previdência

A entidade diz que, numa retomada econômica, haverá dificuldades para sustentar a demanda por investimentos se as fontes estiverem escassas

IDC Renato Meireles

Mercado de celulares tem queda de 6% em unidades, mas crescimento de 8% em receita

Segundo Renato Meireles, da IDC Brasil, a retração nas vendas foi menor que os 11% projetados para o período no final do ano passado

Datalogic Domingos

A nova era da Indústria 4.0

Este artigo de Domingos Mancinelli, da Datalogic, mostra que avanço em pesquisa, mão de obra qualificada e preços mais acessíveis ajudam a difundir fábricas inteligentes pelo país. Para ele, o mercado brasileiro, mesmo ainda caminhando a passos lentos, tem mostrado apetite para se aproximar dessa realidade. Citando uma pesquisa CNI de 2018, que mostra que 27% das indústrias do país utilizam automação com sensores, ele afirma que percentual parece modesto, mas já revela maior interesse do empresariado por tecnologia industrial, sobretudo nos segmentos automotivo, farmacêutico e de alimentos. Ele ressalta que, mesmo com a economia instável, o investimento em P&D também vem aumentando, essencial para deixar as ferramentas mais didáticas e visuais, passíveis de serem operadas por qualquer pessoa com noções básicas de sistema operacional. Mancinelli diz que "a evolução natural, que começou com as máquinas a vapor, continua com as máquinas conectadas virtualmente, sendo fácil afirmar: o impacto da Indústria 4.0 é um caminho sem volta". [clique no título para ler a íntegra]

Abimaq Marchesan2

A agenda do dia seguinte

Neste artigo, João Carlos Marchesan , da ABIMAQ, analisa a reforma da Previdência e diz que, sozinha, ela não será suficiente para o retorno do crescimento do país

cni-robson-2017-1

Boas perspectivas para o gás

Neste artigo, Robson Braga de Andrade, presidente da CNI, fala sobre a importância dos investimentos e incentivos na área de energia para o desenvolvimento do país

Fiesp João Guilherme Ometto

O ano que não começou depois do Carnaval

2019 segue exatamente igual a 2018, ou seja, com o mesmo elevado índice de desemprego, PIB estagnado, volume muito baixo de projetos empresariais e investimentos e ceticismo do mercado e da sociedade como um todo. A afirmação é do vice-presidente do Conselho de Administração da Usina São Martinho, João Guilherme Sabino Ometto, para quem o réveillon apenas será efetivado pela reforma previdenciária, decisiva para a conquista do equilíbrio fiscal. Neste artigo, ele diz que não se trata de uma questão de caráter ideológico, mas de uma equação pura de matemática, de grande importância para o presente e o futuro dos brasileiros. Ometto destaca que o diálogo construtivo, os debates entre o Executivo e o Legislativo e até mesmo os embates retóricos e opiniões divergentes são saudáveis para a democracia e o aperfeiçoamento das ideias e propostas. Neste contexto, ele afirma que é premente que se coloque a reforma acima de tudo e de todos, para que se possa desejar feliz ano novo ao Brasil e seu povo. [clique no título para ler a íntegra]

1 2 3 86
NewsLetter

Cadastre-se e receba nossas notícias por e-mail.