Elétricos são viáveis no Brasil?

A evolução do transporte elétrico no Brasil pode ser dada como certa no contexto dos negócios relacionados à mobilidade em toda a sua abrangência, avalia o engenheiro Ricardo Takahira, professor de pós graduação na FACENS e no Instituto Mauá. Entretanto, ele diz que é preciso considerar que a infraestrutura de recarga para a mobilidade terrestre está nos desafios que os veículos elétricos tenham, à medida que seu uso seja intensificado numa nação como a nossa, de dimensões continentais. Lembrando o corredor elétrico Sul, entre Curitiba e Florianópolis, Takahira cita algumas dificuldades como a falta de infraestrutura para recarga de baterias de uma frota de ônibus elétricos e afirma que ainda carecemos de medidas capazes de alavancar a introdução massiva de veículos leves e pesados propelidos por eletrificação. Ele conclui dizendo que são imperativas neste momento a discussão, atualização e análise do estado da arte do mercado com novas iniciativas e lançamentos, perante o panorama industrial e econômico. [clique no título para ler a íntegra]

publicidade
NewsLetter

Cadastre-se e receba nossas notícias por e-mail.